Introdução a ferramenta GIT

O git é uma ferramenta muito importante para desenvolvedores de sistemas em diversas categorias, sua característica de criação de versões de um mesmo software permite um controle muito maior de qualidade e de fluxo de trabalho entre os colaboradores de uma plataforma, levando em conta que o segredo de uma boa taxa de produção no trabalho é a comunicação e divisão de tarefas do grupo de desenvolvedores, esse artigo visa uma introdução a ferramenta mais utilizado por programadores para controle de versão e de produção o git. Através dessa introdução iremos passar alguns conceitos básicos de funcionamento do git e claro os comandos mais simples para que você possa iniciar um projeto na plataforma.

O git fornece aos usuários um controle maior de produção para contribuidores de um mesmo projeto, através dele diversos usuários podem modificar um mesmo arquivo ou até o projeto em um todo no mesmo espaço de tempo sem que os arquivos modificados por um usuário venham a influenciar de maneira imediata no desenvolvimento de um outro programador, dessa forma cada contribuidor pode se dedicar a uma parte especifica do sistema, por exemplo, em um sistema administrativo de uma clínica hospitalar um desenvolvedor A pode dedicar-se a programar os formulários e funções de cadastros de pacientes e um desenvolvedor B pode contribuir no agendamento de consultas de pacientes com médicos, claro que a separação de atividades depende muito de cada projeto, após ambos terem terminado de desenvolver suas respectivas atividades a versão de cada programador será “juntada” uma com a outra, obviamente alguns conflitos de código podem ocorrer é nesse momento que é aconselhável os responsáveis por essas partes do sistema sentarem juntos e verificarem quias conflitos ocorreram e formas de resolveram possíveis complicações no código, é claro que com um bom planejamento fica mais difícil de muitos conflitos acontecerem porém a prática mostra-se mais favorável ao negativismo, por conta disso uma maior comunicação entre os dois desenvolvedores acaba sendo crucial.

E como funciona na teoria o versionamento do git, por conta disso a separação de tarefas é muito importante será através delas que as diversas versões de um mesmo software serão criadas, após a divisão de tarefas e atribuição delas para cada desenvolvedor, cada contribuidor irá criar um “branch” ou um galho, como assim, pense na parte inicial do projeto como um tronco de árvore e cada tarefa será um galho, ou seja o git segue uma estrutura de árvore algo muito visto na área de computação, onde todos iniciam em um mesmo estado e criam-se ramificações em diferentes ocasiões

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *